Blog > Véspera de Natal Atarefada!

Véspera de Natal Atarefada!

Olá a todos, maltinha!

Aqui estou eu de volta passados estes últimos dias de festividades, para vir dar a conhecer como foram os meus dias até à consoada de Natal!

Peço desculpa à malta que gosta de andar mais atrás de mim, mas ultimamente tenho andado a fazer mais eventos do que atuações.

Isso deve-se ao facto de estarmos em dezembro, e agora estarem a haver muitos jantares de natal e festas empresariais… E assim sempre consigo poupar um pouquinho mais para as prendas de natal dos pequenotes!

Andei por sítios que vocês já bem conhecem como o Petit Palais, Myriad (eventos empresariais com a United Creative, Diogo Batalha entre outros). Também marquei presença em reuniões importantes, festas de aniversário e lojas da GMS em Almada e Cascais.

Na GMS de Almada aconteceu uma cena engraçada – cenas que reparo acontecerem muitas vezes – que vou passar a contar-vos: às vezes há lojas vizinhas que não gostam muito da presença de músicos e animadores nalguns locais, porque basicamente não querem estar ali a ouvir barulho, ou sentem-se incomodados por haver mais público na loja onde estamos a tocar. Mas a maior parte das vezes nem sequer estamos a fazer muito barulho, porque também costumamos estar a falar e estamos em cada loja cerca de 3h-4h. Mas lá houve um segurança que veio ter à loja onde estava a tocar e fez uma cena muito teatral a dizer “ai meu Deus que me estão a rebentar os ouvidos” (enquanto agarrava as próprias orelhas!), ficamos a olhar uns para os outros dentro da loja… 😉

Em contraste com essa situação, aconteceu outra em Cascais, quando já tínhamos acabado de atuar, em que o segurança disse “ah, já acabaram?” nós respondemos que sim, e ele continuou “ah, é que estava mesmo a gostar, mas tinham-me dito para vir cá dizer para baixar o som, esperei que acabassem”, ?

Também estive com o Zé Trindade, um DJ amigo meu com quem já passei muitas aventuras… Ele convidou-me para ir lá fazer uma festa de uns amigos dele, e eu fui com todo o gosto. E ainda bem, malta bem-disposta. Entretanto nesse dia, que foi sábado dia 15, ainda tive com a DJ Sofia Gião, numa White Party – foi uma festa de amigos na casa de um arquiteto famoso, ali na Quinta da Marinha- Ele basicamente convidou os amigos e as pessoas que trabalham com ele – resumindo, era uma a casa recheada de arquitetos.

A casa era linda!! Estilo moderno como eu gosto… o dono vinha duma família humilde. Ele contou-me um pouco da sua história, daquelas que dá gosto ouvir… São este tipo de testemunhos que me motivam, porque no final de contas sou um puto, ainda não vivi nada na realidade. Mas quando olhamos para pessoas bem-sucedidas vemos que há um caminho possível de ser feito para todos e que o Sol quando nasce, nasce para todos!

saxofonista ricardo branco no dodubletree by hilton em lisboaEstive também com a Sofia noutra festa do International Club of Portugal, foi uma angariação de fundos onde estiveram a atuar: Tito Paris, o mágico Luís de Matos. Eu, a Sofia e a Madelana Botelho de Sousa!

Ainda em rescaldo do Campo pequeno, houve um convívio do Rui Veloso, ao qual eu não tinha oportunidade de ir porque estava a trabalhar no Double Tree by Hilton, em Lisboa. Aí, depois do evento, o Nanã Sousa Dias ligou-me, “bora lá, só um copo rápido, fica a caminho…” assim passei lá de fugida só para lhes dar um grande abraço e tive a surpresa de ter encontrado o Joaquim de Almeida, que tinha acabado de chegar de Santa Mónica.

Eles estavam todos bem animados “com a luz do óleo acesa”! ?

De saída, o Joaquim de Almeida ainda nos presenteou com uma caixa de madeira com 3 garrafas de vinho alentejano…quero provar rápido!

Dias 19 e 20 saltitei de evento em evento e passei pela Lagotronics, fui atendido pelo Hélder, acabei por investir em iluminação para os meus eventos. Ele foi super porreiro e ajudou-me a perceber um pouco melhor como é que funciona tudo, e por isso fiquei-lhe agradecido, bem como às pessoas que já me tinham recomendado esta loja.

No dia seguinte 21, estive na Quinta do Pateo a fazer um almoço de natal da Stagric, que é uma empresa aqui da zona Oeste, muita malta conhecida de Torres Vedras, onde acabei por falar com dono e soube um pouco da sua história: de vida,e da empresa.

 

Depois à noite fui ao Mercado Saloio oferecer um set de músicas de Natal e ainda tive o prazer de tocar com o meu filho Davi ao piano ? .Aquilo estava mesmo cheio ao barrote, que nem havia espaço para o meu carro!

Nesse dia acabei por fazer uma homenagem aos proprietários, Mónica e Pedro, que têm investido na música como nunca antes em torres vedras! Lá há música ao vivo quase todos os dias. E eu, que há mais de um ano que trabalho com eles, tenho sentido sempre um grande apoio. Quase todas as semanas que estou em Portugal vou lá tocar. 🙂

Então fiz-lhes uma homenagem: dei-lhes um saxofone em mão com uma placa de agradecimento. Bem merecida! É Natal eles mereciam! Para o STAFF também fiz referência, pois eles fazem a boa energia do espaço e são impecáveis para mim!

 

No dia seguinte fui a Vila Nova de Famalicão. Estive a trabalhar com o DJ Karlos Antunes

Foi o jantar de natal da Telhabel e foi num espaço muito giro que é o Palácio da Igreja Velha, que na realidade é da família da Telhabel.

Por isso fiquei contente de conhecer um bocadinho da história deles e a malta lá no norte foi impecável, trataram-me muito bem.

Depois disso era Natal e estive no dia 24 a tocar músicas de natal no hotel Myriad, para acabar a época de festividades em beleza. E as pessoas que se deslocaram ao Myriad para jantar e fazer a ceia de Natal terem oportunidade de ouvir um bocadinho de música de natal tocada por mim.

Até breve! 

0 Comments

Submit a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *